• Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

A produção de ovos no Brasil

E-mail Imprimir PDF

A produção de ovos no Brasil

Ainda que em 2009, segundo estimativas da FAO, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, o Brasil, com uma produção de 961,73 milhões de dúzias, fosse o 7° maior produtor mundial de ovos, seu consumo anual por habitante era inferior ao de diversos países, demonstrando que ainda existe um grande caminho para evoluirmos neste setor. Em 2009 o consumo per capita brasileiro de ovos ocupava a 68ª posição de uma lista de 168 países. Em primeiro vinha a Dinamarca, que apresentava uma média diária de 61,19 gramas de ovos por habitante, seguida da Holanda (52,58 g), Japão (52,25 g) e China (48,29 g).

Este desempenho deve ser creditado, principalmente, aos tabus relacionados a problemas de saúde, à baixa renda per capita que torna diminuto o consumo de produtos de maior valor agregado que tem o ovo como ingrediente importante na sua fabricação (como doces e bolos), o pequeno consumo de massas de qualidade no país, à baixa coordenação existente neste setor e ao fato de o ovo ser um alimento visto como destinado somente às classes de consumo menos privilegiadas da sociedade.

Outra provável causa deste baixo consumo é o fato de o brasileiro não utilizar em larga escala em sua alimentação pratos que incluem o ovo como componente, como os "burgers" nos Estados Unidos e em outros países, as "tortillas" mexicanas ou as massas na Ásia.

De forma semelhante, as exportações brasileiras são pouco expressivas o que sinaliza para um grande mercado potencial ainda pouco explorado. Do lado da produção nacional tem-se como ponto positivo as vantagens competitivas de preço e como ponto negativo a pouca coordenação do setor de postura. Ainda assim, as exportações brasileiras de ovos somaram 27.721 toneladas o que colocou o Brasil em 2009 na 13ª oposição mundial.

O ovo é reconhecidamente um importante contribuinte para uma nutrição humana de qualidade. Na sua composição estão contidos os principais nutrientes necessários ao desenvolvimento físico humano. Por exemplo, em crianças com idade de até três anos o consumo diário de um ovo atende aproximadamente 50% das necessidades de proteína. Desta forma o seu consumo está diretamente relacionado a questão da segurança alimentar.

Última atualização em Seg, 27 de Maio de 2013 08:53