Embrapa Suínos e Aves
Sistema de Produção, 1
ISSN 1678-8850 Versão Eletrônica
Jul./2003
Produção Suínos
Autores

Início

Importância Econômica
Proteção Ambiental
Planejamento da Produção
Construções
Material Genético
Nutrição
Biossegurança
Vacinação
Limpeza e Desinfecção
Monitorias Sanitárias
Tratamentos
Fatores de Risco
Manejo da Produção
Manejo Pré-abate
Manejo de Dejetos
Gerenciamento
Mercado e Comercialização
Referências Bibliográficas
Glossário


Expediente

Limpeza e Desinfecção


O sistema de manejo "todos dentro, todos fora" possibilita a limpeza e desinfecção completa das salas e a realização do vazio sanitário. Nas fases de cobrição e gestação, normalmente utiliza-se o sistema contínuo, sem realização de vazio sanitário. Por essa razão, para reduzir a contaminação do ambiente, deve-se lavar e desinfetar as baias ou boxes sempre que um lote de fêmeas for retirado.
    
A limpeza seca, com pá e vassoura na presença dos animais, deve ser feita diariamente de 1 a 3 vezes ao dia, dependendo do tipo de instalação.

Passos para realização da limpeza e desinfecção das salas após a saída dos animais (Referência n° 35)

  • Iniciar a limpeza seca, com pá e vassoura, imediatamente após a retirada dos animais.
  • Esvaziar as calhas ou fossas existentes.
  • Desmontar e lavar todos os equipamentos da sala.
  • Iniciar a limpeza úmida no máximo 3 horas após a saída dos animais.
  • Umedecer previamente a instalação com água, contendo um detergente, para facilitar a remoção de toda a matéria orgânica aderida nas paredes e pisos.
  • Fazer a limpeza úmida com lava jato de alta pressão (1000 a 2000 libras).
  • Aplicar o desinfetante no dia seguinte ao da lavagem, com a instalação totalmente seca, usando cerca de 400ml da solução/m2 de superfície.
  • Observar com cuidado a correta diluição do desinfetante, seguindo sempre a recomendação do fabricante.
  • Desinfetar todas as superfícies da sala e todos os equipamentos.
  • Nos meses de inverno, usar água pré-aquecida a 37°C para diluir o desinfetante.
  • Opcionalmente pode ser feita uma segunda desinfecção, usando pulverização ou nebulização, cerca de duas horas antes do alojamento do próximo lote de animais.
  • No caso de sala de maternidade, fazer essa segunda desinfecção com vassoura de fogo (lança chamas), como medida auxiliar no controle da coccidiose.
  • Aguardar vazio sanitário mínimo de 5 dias, deixando nesse período a sala fechada.
  • Montar os equipamentos e alojar os animais na sala limpa e desinfetada.

 

Copyright © 2003, Embrapa