Embrapa Suínos e Aves
Sistemas de Produção, 3
ISSN 1678-8850 Versão Eletrônica
Nov/2007
Recomendações técnicas para a produção, abate, processamento e comercialização de frangos de corte coloniais
Elsio Antonio Pereira de Figueiredo
Gilberto Silber Schmidt
Valdir Silveira de Avila
Fátima Regina Ferreira Jaenisch
Doralice Pedroso de Paiva

Sumário

Apresentação
Introdução
Importância econômica
Aspectos agro e zooecológicos
Raças, características e exigências ecológicas (genética)
Instalações
Alimentação
Manejo
Cuidados sanitários
Preparo para o mercado
Mercado e comercialização
Coeficientes técnicos, custos, rendimento e rentabilidade
Referências
Glossário

Expediente

Apresentação

Para se ter sucesso na produção alternativa de frangos de corte, há necessidade de profissionalização dos produtores, comerciantes e administradores. Por tratar-se de atividade geradora de mão de obra e divisas para o município, o Estado e a União, e envolver alto risco, o município deve dar suporte técnico aos empreendedores. Esse suporte deve vir de equipes de assistência técnica capazes de localizar nas instituições de fomento e pesquisa, no Brasil e no exterior, e também nas organizações não governamentais, informação técnica que possa ser repassada aos interessados, além da responsabilidade técnica pela qualidade dos produtos produzidos no município, principalmente em se tratando de produtos de origem animal.

Neste documento estão organizadas as recomendações que permitirão aos profissionais da assistência técnica e os próprios produtores a elaborarem projetos completos de produção alternativa de frangos, considerando todas as etapas do processo, isto é desde a granja até o consumidor final.

Comprende-se por produção alternativa de frangos de corte, todas as atividades de produção de frangos que não estejam contempladas na linha industrial normal de produção de frangos de corte. Entretanto, por razões de normatização pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento-MAPA apenas o sistema de produção caipira ou colonial é descrito neste documento. As principais variações desses sistemas como por exemplo o sistema agroecológico de produção, no qual todos os insumos devem ser produzidos na propriedade rural é apenas comentada para diferenciação em relação aos sistemas aqui descritos.

Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610.
Topo da página